Nossa, não sabia que estava tão bagunçado!


Por Tereza Karam

O primeiro passo no trabalho como Personal Organizer é o registro com fotos, antes de iniciarmos qualquer alteração. Pode parecer apenas um capricho, mas na verdade é uma técnica para mostrar para o cérebro como ele tem a capacidade de dessensibilizar.

Quando nossos cinco sentidos (visão, audição, olfato, tato, paladar) recebem um novo estímulo,  “caminhos” são estabelecidos no cérebro que responde com emoções variadas: prazer, excitação, nojo, tristeza, raiva…

Estes mesmos estímulos vivenciados repetidamente, o cérebro entende que não são mais importantes. Ele deixa de se sensibilizar com as mesmas sensações, positivas ou negativas. Por isso, muitas pessoas são capazes de conviver com a desordem e não sentir-se incomodadas.

Diariamente este armário era aberto a procura de perfumes, cremes...

Diariamente este armário era aberto à procura de perfumes, cremes…

 

Quando iniciamos um serviço de organização num ambiente, as pessoas envolvidas nos espaços já se dessensibilizaram com a desordem. Somente quando mostramos as fotos do ‘antes e depois’ e o novo estímulo visual é confrontado com o antigo, que vem o espanto: Nossa, não sabia que estava tão bagunçado!

A diferença entre os dois momentos, gera um impacto no que estava até então, acomodado!

Agora eles estão categorizados, otimizando o espaço e o tempo de procura.

Agora eles estão categorizados, otimizando o espaço e o tempo de procura.

Olhando o ‘antes de o depois’ ficamos pensando, como podemos nos acostumar com a desordem?

Tenho que concordar com o neurocientista Dan Ariely: ‘Somos previsivelmente irracionais’!

DICA DA TERE: substitua frequentemente objetos de decoração, em sua casa e escritório, estimulando o cérebro para o que é belo e criando um ambiente feliz!

Deixe sua Resposta