Organização familiar: uma determinação!


Por Tereza Karam

Fico empolgada quando sou chamada para organizar um sistema familiar, não só pelo resultado obtido com a organização e registrado com fotos do ‘antes’ e ‘depois’, mas muito pelo que vou construindo com meus clientes durante o processo na formação de hábitos. 

Foi assim nesta casa de princesas gêmeas de quatro anos, na organização da área de brinquedos e do quarto de dormir. Na maioria das vezes, encontro pessoas tentando se organizar e neste projeto não foi diferente, a mãe já havia investido em organizadores para brinquedos, o que nas palavras dela gerou frustração, pois não mantinham o ambiente organizado.

As meninas gêmeas também apresentavam uma organização nas roupas e calçados. Quando cheguei, me apresentaram tudo abrindo cada gaveta e mostrando o que tinha dentro. E eu só pensava: – Se elas soubessem que iremos tirar tudo do lugar e reorganizar!

Este é o início do processo, tudo para fora dos armários para iniciarmos a seleção do que permanecerá e do que será doado ou vendido.

Depois de tudo selecionado, é hora de investir na forma de categorizar e sub categorizar. Aí entra a expertise de Personal Organizer para a melhor maneira de organizar e quais organizadores se mostrarão eficientes no uso diário, cooperando com a manutenção da organização.

 

Uma opção no processo de organização é acompanhar o cliente na compra de organizadores, ou mesmo realizar a compra após aprovação de orçamento.

 

 

 

Havia a demanda de móveis sob medida e o projeto foi desenvolvido pela minha parceira arquiteta Carla Costa com estudo, criação, aprovação, confecção de móveis e instalação. Para manter o interesse das meninas e da família, iniciamos a organização, mesmo que provisória até os móveis chegarem.

A vantagem neste processo, é que pude categorizar a quantidade das roupas em função do hábito das meninas e os móveis foram confeccionados para esta demanda. No começo elas se bateram um pouco, segundo a mãe, pois já tinham se habituado com o lugar das roupas e tem um bom nível de independência, escolhendo e vestindo-se sozinhas.

Como elas estão em processo de alfabetização usamos recursos visuais, além da apresentação verbal da organização e “vendemos” a ideia de que logo-logo, teriam os móveis que estavam sendo feitos pelo marceneiro.

 

 

 

Para diminuir a ansiedade das meninas, a arquiteta mostrou o anteprojeto com imagens realistas do quarto desenhado, assim elas sabiam o que esperar.

 

E quando o mercado não oferece a demanda do cliente?
Esta é a hora de criar organizadores sob medida!
Neste caso, eu usei minhas habilidades e fui para a máquina de costura: organizador de bonecas aprovado com o sorriso das crianças e as bonecas organizadas no seu devido lugar.

 

 

A mãe gostou tanto da maneira como conduzimos o processo que resolveu estender a organização para o restante da casa. O que invadiu inclusive a rotina do pai que com seu chimarrão gaúcho entrou no clima, apoiou e curtiu cada etapa. Afinal, casa organizada sugere melhor gerência de tempo!

Dica da Tere: invista na criação de hábitos de organização, não importa a idade o resultado aparecerá com sua determinação.

Personal Organizer Curitiba é com a Dica da Tere. Ensina você desde organizar um armário até criar um ambiente feliz!

Deixe sua Resposta