Psicologia Ambiental no design de ambientes de trabalho


A Psicologia Ambiental estuda a interação das pessoas com os ambientes em que habitam. Como passamos muitas horas do dia trabalhando, buscar a felicidade no ambiente laboral, faz parte do conceito de saúde que é o bem estar físico, emocional e social.

Quando falamos no bem estar físico, a ergonomia entra em cena com móveis ajustáveis aos vários biotipos e o conceito de salubridade norteia a iluminação, controle de ruídos, temperatura e equipamentos de proteção individual contra produtos tóxicos.

A ginástica laboral, com paradas durante o expediente para alongamento do corpo, também foi introduzida com o objetivo de proteger a saúde e aumentar a produtividade, apoiadas pela medicina do trabalho.

Mas somos seres sistêmicos e o corpo pode sofrer por questões emocionais.

Psicologia Ambiental trabalha em parceria com arquitetos e designers para criar um ambiente que vai além da funcionalidade, estimulando a criatividade e respeitando o fluxo de energia do corpo, que oscila durante o período de trabalho. Engana-se quem pensa, que produz em nível ótimo durante toda a jornada de trabalho, prevista por lei. Somos seres emocionais, além de racionais, e precisamos que o ambiente nos forneça inputs para produzirmos mais e nos sentirmos felizes.

Já parou para pensar que os bebedouros e as máquinas de café nas empresas, vão muito além de matar a sede e aumentar o nível de cafeína?

Já reparou que estes equipamentos, normalmente estão cercados de pessoas?

Ali nos abastecemos emocionalmente, fazendo uma parada para a mente relaxar, para o corpo mover-se e também para socializarmos. É um momento para uma piada, contar o desfecho de uma história, discutir um conteúdo “bombando” nas redes sociais…

Entendido isso, vale a pena investir em ambientes laborais que permitam a saúde física, emocional e social muito além dos bebedouros e máquinas de café. Concorda?

Esta é uma relação ganha-ganha, pois o empregador terá colaboradores mais engajados e produtivos e o funcionário sentirá prazer com seu cotidiano laboral.

É possível criar um ambiente de trabalho com uma arquitetura da felicidade, ou seja, criar um ambiente feliz dentro de uma empresa, eliminando a dicotomia de que trabalhamos para ser felizes em outros lugares e outros momentos.

Nestes meus 20 anos como Psicóloga e Consultora Organizacional, tenho acompanhado empresas inspiradoras e contribuído para que outras criem este ambiente feliz.

Inspire-se com estes ambientes!

Ambiente compondo uma agência de turismo com mesa de sinuca, cozinha americana e vista para jardim com horta

 

Oficina mecânica com organização das ferramentas, pintada em azul como a logomarca e decorada com tubulação amarela e plantas naturais

 

Sala de reuniões com cozinha americana num ambiente de e-commerce

 

Sala de trabalho de  TI com paredes pintadas com pontos turísticos da cidade

 

Ambiente de uma empresa de comunicação com paredes e colunas pintadas em azul, verde e vermelho usando as cores da logomarca

 

Ambiente com mesa de ping-pong e biblioteca decorada com action figures, compondo a estrutura de um estúdio de animação

 

Sala de reuniões e relaxamento com colchão e almofadas sobre paletes reutilizados da área de estoque, compondo uma empresa de e-commerce

 

Sala de trabalho de e-commerce com quadro negro revestindo toda a parede para os funcionários usarem criativamente

 

Sala de trabalho de empresa de e-commerce com nicho de mercado em pelúcias, decorada com a cor amarela da logomarca e com bichos de pelúcia criando um clima divertido

 

Dica da Tere: aumente o tom emocional de seus colaboradores criando um ambiente agradável, estimulante e produtivo respeitando os valores e propósito da sua empresa.

A Psicologia Ambiental ensina você a criar um ambiente emocional interno equilibrado e um espaço físico organizado e feliz, respeitando seu perfil de personalidade.

Deixe sua Resposta